Pimpinela


Sanguisorba minor

A pimpinela é uma planta perene, graciosa e cerrada com folhas bastante denticuladas e apresenta uma cor de um verde intenso. Com aspecto delicado, esta planta é na verdade robusta e resistente e as suas folhas vivazes chegam muitas vezes a irromper através de uma ligeira camada de neve. Oriunda da Europa e da Ásia Ocidental, a pimpinela foi levada para a América do Norte pelos primeiros colonos europeus e hoje desenvolve-se perfeitamente lá.


Utilizações Culinárias

O sabor subtil das folhas jovens e penugentas aprecia-se melhor se as comermos cruas. Adicione-as a saladas são especialmente boas no Outono e no Inverno, quando poderá haver falta de folhas para saladas mais interessantes. Pique-as como guarnição para pratos de legumes ou de ovos; combine com estragão, cebolinho e cerefólio para obter uma mistura de ervas finas. As folhas são boas para espalhar sobre sopas e estufados e utilizadas em molhos e manteigas de ervas. A pimpinela é muitas vezes recomendada para aromatizar vinagre, mas para mim o resultado revelou-se uma desilusão. Vai bem com favas, queijo-creme, pepino, ovos, peixe, folhas para saladas e tomate. Combina bem com cerefólio, cebolinho, claitónia, hortelã, salsa, alecrim e estragão.

Raminhos frescos

As folhas jovens e tenras são as que possuem o melhor sabor. As bonitas flores vermelhas.

Notas de Sabor

A pimpinela não é aromática e possui um leve sabor adstringente que faz lembrar o pepino, com um travo de nozes. As folhas velhas tornam-se amargas e ficam melhores se forem cozinhadas.


Partes Utilizadas

As folhas e os caules jovens.

Comprar e Guardar

A pimpinela conserva-se durante um ou dois dias dentro de um saco de plástico no frigorífico, no compartimento para os legumes. Em algumas regiões da Europa poderá comprar molhos de pimpinela no mercado, para além de outras ervas e verduras para saladas.

Plante Você Mesmo

Fácil de cultivar a partir da semente, a pimpinela floresce em solo leve e bem drenado ao solo ou à sombra. Retire o capítulo das flores e corte as folhas com regularidade para encorajar um novo florescimento. Divida ao fim do segundo ano para manter um crescimento cuidadoso.